Importância da movimentação dos braços para a corrida

Pergunta: Qual é a importância da movimentação dos braços para a corrida?

Corredora - CDC/ Amanda Mills

Resposta do Professor Carlos Gomes Ventura

Os movimentos de braços feitos pelos corredores são, na maioria das vezes, movimentos naturais do atleta. Fazer um comentário sobre prováveis defeitos na corrida apresentados pelo individuo é bastante delicado, pois cada atleta tem uma característica, uma forma de movimentar seus braços durante a corrida, cabe ao treinador ao orientador fazer com que os braços do corredor tenham movimentações descontraídas e ajudem nos desempenho atlético.

É muito importante respeitar as características que cada corredor apresenta, procurando apenas orientá-lo no sentido de uma corrida solta sem que os braços possam prejudicar o desempenho.

PUBLICIDADE

O saudoso Emil Zatopek, da Tchecoslováquia (na época) corria de uma forma totalmente estranha e fora dos parâmetros de movimentos que conhecemos. Emil também chamado de locomotiva humana, foi um grande vencedor olímpico e também venceu a nossa São Silvestre. Tive o prazer de vê-lo pessoalmente na SS, no meeting do Pacaembu e depois estive com ele já idoso em Praga por ocasião da apresentação da Maratona de Praga. Para um treinador como eu foi fantástico conviver por momentos com Zatopek, continuando o que dizia, não podem ser considerados defeitos as características de cada pessoa, o importante é observar se estas características, estes gestos não prejudicam a performance.

O atleta, qualquer um, deve sentir-se bem nos seus gestos de corrida, pois para ele a sua forma de correr deve ser confortável, não adianta um tênis de última geração se o individuo não se adequar a ele. O importante é o corredor mesmo descalço ou com uma conga se sentir bem em seus movimentos e que estes movimentos não o prejudiquem, lembremos de Abebe Bikila.

A função do técnico, do orientador é procurar fazer com que o corredor evolua em sua mecânica de corrida sem que ele saia de suas condições naturais. O fundamental para o corredor de fundo é diariamente fazer educativos de corrida antes e depois dos treinos.

Os braços proporcionam equilíbrio e levam a um melhor ímpeto para correr.

Carlos Gomes Ventura (Carlão) blog, Telefone: (11)3686-5384, e-mail

Livro
Manual do Corredor - A Grande Pirâmide

Manual do corredor - Carlos Ventura - clique aquiCarlos Ventura é um dos treinadores brasileiros de maior sucesso. Em seu novo livro, Carlão responde às indagações mais comuns entre nós corredores. A sabedoria de décadas de experiência do Carlão são passadas de forma simples e clara para corredores de todos os níveis de performance.
Saiba mais sobre o livro...

Resposta do treinador Nilson Duarte Monteiro

A movimentação dos brações, como aquela rotação que os atletas fazem no aquecimento, proporciona que o sangue vá para as extremidades do membro, principalmente em dias frios. 

PUBLICIDADE

A movimentação/rotação dos braços também proporciona um tipo de alongamento dos tendões.

A movimentação dos braços na corrida, biomecânicamente falando, no ângulo de 90°, proporciona um melhor equilíbrio do movimento. Por que 90°? Pois muitos atletas correm de maneira errada na movimentação dos braços, colocando-os como se fossem se esmurrar, muito elevados, característica das corredores etíopes (prestem atenção, a maioria delas correm dessa maneira, o que eu acho extremamente cansativo). Já as chinesas correm com os braços abaixados, quase que esticados para baixo. Tanto o estilo das etíopes, quanto os das chinesas, são extremamente cansativos. O ideal é a movimentação dos braços num ângulo de 90°, não totalmente perpendicular ao corpo, mas com um mínimo de (como eu diria?) as mãos quase que se tocando a frente do tronco. Vocês entenderam?!

É isso que eu tinha a dizer.

Resposta do Professor Luis Tavares

Os braços são tão importantes quanto as pernas. É através deles que daremos um movimento de pendulo e impulsão de forma harmoniosa na corrida.

Para isso os braços devem se posicionar ao longo do corpo, semi flexionados, movimentando-se de forma pendular a partir do eixo da articulação do ombro. O ângulo do cotovelo não dever ser muito curto, nem muito esticado. O ideal é mantê-lo em 90º e as mãos devem ficar sempre descontraídas. Isso garante o equilíbrio e promove a propulsão.

Para melhorar a eficiência e movimentos harmoniosos, existem educativos específicos para esse fim. Um boa coordenação e sincronismo de pernas e braços, gera também maior economia e gasto energético desses movimentos, fazendo com que o atleta não canse de forma prematura.

Professor Luis Tavares
Telefone: (11)3159-8456 - e-mail: e.c.tavares@uol.com.br - site: https://www.ectavares.com.br

Saiba mais:
O que são exercícios educativos para corredores?
A corrida dos braços e a musculação
Erros nos estilo de corrida
O que é treino funcional
Técnica de corrida vale mais que a genética


PUBLICIDADE


Gostou desse artigo? Então você pode recomendá-lo com o Google +1:


Use a busca abaixo para encontrar o que deseja em mais de 5 mil páginas sobre esporte, saúde e bem-estar:

VoltarVoltar