Longões para 1/2 maratona e distâncias menores?

Pergunta: Corredores treinando para 1/2 maratona e distâncias mais curtas devem fazer longões?

Resposta do Professor Luis Tavares

Depende, se o atleta está treinando por exemplo para a Meia Maratona, aconselho de estar fazendo no máximo 25 km de longão.

Já para as provas mais curtas como 5 km e 10 km um longão de máximo 20 km.

No momento que você tem como especialidade as provas mais curta, devemos dar ênfase para trabalho de qualidade e intensidade, ou seja um volume de quilometragem semanal menor e trabalhos em ritmo mais forte. Inclusive os tiros são também em menor numero porem em um ritmo mais forte.

No momento que aumentamos a quilometragem do longão, ficamos um tanto lento para as provas curtas e por isso não ultrapassar os 25 km.

Professor Luis Tavares
Telefone: (11)3159-8456 - e-mail: e.c.tavares@uol.com.br 
site: https://www.ectavares.com.br

PUBLICIDADE


Resposta do treinador Nilson Duarte Monteiro

Lógico!

Para um corredor de 1.500m pra cima, é imprescindível os longões. Lógico que o corredor de 1.500m vai priorizar os seus longões na base e depois que chegar ao polimento, os longões se resumirão a uma ou duas vezes na semana. 

Já os corredores de 5.000m em diante, os treinos longos devem se equilibrar aos treinos de ritmo e de velocidade prolongada.

O maior pecado cometido ultimamente por corredores de meia-distância (800 e 1.500m) no Brasil, é se acharem corredores de velocidade prolongada, ou seja, são corredores que não se deram bem nas provas mais curtas e migraram para essas provas, achando que a velocidade que Deus lhes deu será suficiente para eles correrem bem provas de até 1.500m, ledo engano. Vejo muitos corredores de 800m correrem bem até os 500m, depois disso é um sofrimento absurdo que poderia ser minimizado por treinos longos, pois onde eles precisam mais de resistência, é onde ela falta, ou seja, nos 300m finais.

Nos corredores de 1.500m é a mesma coisa, os caras vão bem até os 1.200m, daí pra frente é sofrimento puro.

Para corredores de distâncias maiores que essa, nem precisa falar muita coisa, os longões são essenciais, não tem nem o que discutir.

Bons treinos.
Nilson Duarte Monteiro - e-mail: nilsondm@uol.com.br 


Resposta do Professor Carlos Gomes Ventura

Toda a atividade física requer uma estrutura piramidal para que possa ser alcançada a melhor performance, fundamentalmente os alicerces do corpo humanos não são os ossos, não são os músculos voluntários, mas sim o nosso principal músculo, que é o coração.

Desde tenra idade é necessário um trabalho dedicado ao steady state, que sem dúvida alguma proporcionará a qualquer praticante de atividade física condições de melhorar sua performance.

Convencionou-se no atletismo que “Longão” é aquele treino cuja distância extrapola a metragem de uma prova de 800m, 1500m, 5000m e assim por diante.

Nós treinadores costumamos solicitar aos corredores, em suas planilhas de treinamento pelo menos um “Longâo” no final de semana.

Os corredores de Meia Maratona e distâncias menores não fogem de forma alguma desta filosofia.

Fisiologicamente, procuramos através do “longão” melhorar as condições de endurance, mental e física.

O Atleta que estiver condicionado e orientado a fazer treinos que denominamos como “longões” fica mais bem preparado quando solicitado atingir uma otimização nos objetivos propostos no treinamento.

Vencemos a meia maratona de Milão “ Stramilano “ a meia maratona mais importante do mundo, bem como por diversas vezes conseguimos o vice-campeonato nesta prova, e em sua preparação a prova, de 21 km e 97 metros, usei com meus atletas, Coquinho, Ferreirinha, Zé João, Diamantino, trabalhos extenuantes em corridas longas de 32 km ou mais em terreno montanhoso.

Trabalhei com atletas especialistas em 400 m barreiras, como Homero, Jairo, Lima, Rafael, ou especialistas em 800m como Amílcar, Rosa, Ana Claudia, Marina, Justina, Vânia Cristina, Claudia Adolfo e fundistas como Adauto Domingues, Porfírio, Feijoada, Cleber Guilherme, Angel Aguilar - Chile, Donizeti, irmãos Sarkis, Anastácio – EUA, Houser - EUA, minha homenagem a todos eles que volta e meia faziam “longões” em suas preparações, e que sem dúvida atingiram o que eu estava objetivando.

O trabalho de longa distancia é o melhor preparo que o técnico pode oferecer aos seus pupilos.

Existe uma crença que a longa distancia prejudica a velocidade, entretanto a longa distancia oferece melhores condições de segurança para da base ao treino de velocidade em qualquer prova.

Minha experiência pessoal me oferece segurança em afirmar que o “longão” é necessário até para jogadores de xadrez, pois ajuda oxigenar o cérebro.

Carlos Gomes Ventura
Telefone: (11)3686-5384 - blog: carlosventura8085.blogspot.com - e-mail: cgventura@uol.com.br

PUBLICIDADE

Livro
Manual do Corredor - A Grande Pirâmide

Manual do corredor - Carlos Ventura - clique aquiCarlos Ventura é um dos treinadores brasileiros de maior sucesso. Em seu novo livro, Carlão responde às indagações mais comuns entre nós corredores. A sabedoria de décadas de experiência do Carlão são passadas de forma simples e clara para corredores de todos os níveis de performance.
Saiba mais sobre o livro...


PUBLICIDADE

 

Gostou desse artigo? Então você pode recomendá-lo com o Google +1:


Artigos relacionados:
Treino de corrida longa
Ritmo e distância ideias para os longões

VoltarVoltar

Use essa ferramenta abaixo pesquisar nesse site:  

Use a busca abaixo para encontrar o que deseja em mais de 5 mil páginas sobre esporte, saúde e bem-estar: