Proteja os seus tendões: prevenindo a dor da tendinite

Homem com dor em um tendão - NIH

A tendinite é uma condição dolorosa causada pelo superuso e desgastes das articulações do seu corpo.

Tendões são faixas fortes, mas flexíveis, de tecidos que conectam os músculos aos ossos. Você tem em torno de 4 mil tendões espalhados pelo corpo. Tendões tornam possível que você dobre seu joelho, rode o ombro, e feche as mãos.

Tendinite é inflamação de um tendão. Nela, o tendão fica inflamado e pode friccionar contra o osso, tornando o movimento doloroso.

Tendinite é geralmente causada pelo movimento repetitivo, estresse ou lesão em certos músculos ou articulações. Lesão relacionada ao esporte ou ao trabalho é uma forma comum de ter tendinite, mas essa condição pode ocorrer a qualquer um.

PUBLICIDADE

Seu risco para tendinite também aumenta com a idade. “Tendões envelhecem e ficam menos capazes de lidar com a carga”, diz Dr. Evan Flatow,, ortopedista no hospital Sinai Roosevelt em Nova York.

Alguns dos lugares mais comuns para ter tendinite são os ombros, cotovelos, pulsos, joelhos e tornozelos. Jardineiros, carpinteiros, músicos e qualquer profissional que coloca estresse sobre os mesmos tendões possuem maior risco para desenvolver tendinite.

Se tratada precocemente, tendinite geralmente é uma condição de curto prazo. Porém, ela pode retornar se o tendão for irritado constantemente. Caso a tendinite continuar afetando o mesmo local ao longo do tempo, o tendão pode enfraquecer e se romper.

PUBLICIDADE

Caso tenha dor ou inchaço, e especialmente se não conseguir mover a articulação, procure um ortopedista. Ele pode fazer testes para detectar o local exato da inflamação. Você também pode passar por ressonância magnética ou raio-x para checar se há ruptura no tensão ou eliminar outras condições, como artrite.

O primeiro passo para tratar tendinite é reduzir a dor e inchaço. Certifique-se de descansar o tendão inflamado de modo que ele possa sarar. “Temos que quebrar o ciclo de inflamação para permitir que a terapia funcione”, diz Dr. Flatow. Um médico pode prescrever medicamentos para aliviar a inflamação (como aspirina ou ibuprofeno), dar injeção de esteróides, ou imobilizar o local. Então, exercícios suaves podem ajudar a fortalecer o tendão. Caso o tendão seja rompido, pode ser necessária cirurgia para repará-lo. 

Atividade física regular ajuda a manter fortes os músculos, ossos e tendões, diminuindo o risco de lesão e tendinite. Porém, tome cuidado para não exagerar nos exercícios e ocasionar uma lesão.

“Faça aquecimento e alongamentos antes da atividade física para prevenir lesão súbita”, aconselha Dr. Flatow. Cuide dos seus tendões de modo que eles possam movimentar seus músculos sem dor por toda a sua vida.

Saiba mais:
Tendinite e Bursite - Tendão de Aquiles
Terapia por ondas de choque
Inflamação nas articulações
Bursite
Lesões no Tendão de Aquiles - Ruptura, Paratendinite, Tendinose
Artrite e exercícios físicos - Articulações e doenças reumáticas
Dipirona Sódica - Novalgina, Neosaldina, Buscopan Composto
Luxação e subluxação - tratamento e fisioterapia no ombro, pé, patela, tornozelo, cotovelo
Luxação de ombro - Tratamento do ombro deslocado
Fibromialgia - Sintomas e causas
Síndrome do túnel do carpo
Cotovelo de Tenista ou Epicondilite Lateral
Parestesia e formigamento
Joanetes - Sintomas e tratamento do joanete
Síndrome do túnel do carpo - Sintomas, tratamento
Ergonomia nas empresas e conceito
Lesões por esforço repetitivo - LER
Meniscos - Lesões, cirurgia e tratamento
Lesões por superuso x Lesões traumáticas
Lesões comuns nos pés dos corredores
Água quente ou gelo para recuperação?
Método Rice de Tratamento de lesões
Lesões esportivas: como prevenir


PUBLICIDADE


Gostou desse artigo? Então você pode recomendá-lo com o Google +1:


Use a busca abaixo para encontrar o que deseja em mais de 5 mil páginas sobre esporte, saúde e bem-estar:

Créditos:
Tradução: copyright © 2014 por Helio Augusto Ferreira Fontes
Texto: NIH - National Institutes of Health