Importância do descanço para o corredor

Pergunta: Qual a importância do descanso para o corredor?

Atleta descançando - CDC/ Amanda Mills

Resposta do Professor Carlos Gomes Ventura

Cada técnico, cada treinador, e as vezes o próprio atleta define o repouso necessário para a recuperação. Normalmente o atleta deve ter o repouso respeitando sua programação.

O repouso não só proporciona uma possibilidade de recuperação muscular, como principalmente também o descanso emocional devido aos esforços despendidos ou a serem despendidos.

Sempre levei em conta com meus corredores de fundo, que o repouso às vezes é o substituto ideal para alguns treinamentos.

Fisiologicamente, e como natural precaução, não é aconselhável esforços físicos do corredor de fundo com quilometragens muito longas ou correr por muito tempo em terrenos montanhosos sem acompanhar seus batimentos cardíacos, sua recuperação muscular, dependendo logicamente da programação de cada técnico.

Isso pode ser aplicado até para corredores de Maratona, que muitas vezes objetivando melhor condição de resistência aeróbia fazem longos percursos alem da programação estabelecida, acreditando que isto lhes dará uma condição melhor.

PUBLICIDADE

Nosso organismo, tem limites que podem ser considerados pela resposta que ele dá, antes ou após os treinamentos, muitas vezes a reposta pode vir meses depois do esforço despendido. Sempre enfatizo que cada atleta é um universo e este universo deve ser respeitado individualmente, o atleta é impar.

O descanso, além de proporcionar momentos de boa recuperação, faz com que os músculos do corredor se recuperem adequadamente e a cabeça também.

A capacidade dos corredores de fundo em correr longas distâncias é muito grande, tive um corredor de Maratona que achava que a correr longo todos os dias era o ideal e ele se superaria, chegando a fazer quase uma Maratona por dia, estava se acabando apenas sonhando com sua resistência muito boa, para ele uma montanha, uma serra era o mínimo desejável.

Um dos grandes problemas que muitos atletas enfrentam é muitas vezes a falta de um técnico acompanhando a sua programação para poder orientá-lo equilibradamente.

O cuidado em não repetir treinos extenuantes mostra a capacidade técnica de quem orienta o corredor, sempre fui a favor de uma linha espartana nos treinamentos, entretanto esta linha espartana dever ter também o olhar de um médico de um fisiologista de um psicólogo da área.

O técnico de atletismo, o treinador, são responsáveis da mesma forma que um médico ao prescrever uma receita para um paciente.

Devido a isso, é fundamental que em qualquer programação seja evidenciado os períodos de repouso, muito mais que o próprio treino.

Boas corridas para todos os leitores.

Carlos Gomes Ventura (Carlão) blog, Telefone: (11)3686-5384, e-mail

Livro
Manual do Corredor - A Grande Pirâmide

Manual do corredor - Carlos Ventura - clique aquiCarlos Ventura é um dos treinadores brasileiros de maior sucesso. Em seu novo livro, Carlão responde às indagações mais comuns entre nós corredores. A sabedoria de décadas de experiência do Carlão são passadas de forma simples e clara para corredores de todos os níveis de performance.
Saiba mais sobre o livro...

Resposta do treinador Nilson Duarte Monteiro

Como sempre diz o mestre Carlos Ventura, "descanso também é treino".

O atleta que não descansa adequadamente fatalmente terá uma lesão, um overtraining e por aí vai.

PUBLICIDADE

Esses excessos, ou seja, o cara treina empolgado e descuida do descanso, acontece muito com os mais jovens e com aqueles que abusam desses suplementos alimentares, que pra mim são os maiores vilões atualmente; por quê? Porque esses suplementos, na sua grande maioria, são batizados com substâncias estimulantes, aquelas que inibem a fadiga, aí o sujeito treina além da conta, pois está ligadão e descansa pouco, o resultado é sempre o pior.

A molecada tem que ter um treinador full time, pois os mais jovens não tem paciência de esperar chegar ao ápice da forma devagar e sempre, querem logo serem os bonzão, aí treinam muito e com pouco descanso, tudo bem, isso é da idade, por isso que tem que ter um treinador para frear o ímpeto desses moleques.

Resumindo, descanso também é treino
.

Resposta do Professor Luis Tavares

Considero o descanso tão importante quanto treinamento, pois só teremos condições de assimilarmos um estimulo de treino, se estivermos devidamente descansados.

Costumo desenvolver descanso de duas formas:

* 1 dia de descanso de Microciclo (semana), ou seja 1 dia de descanso a cada semana.

* 15 a 20 dias descanso ao final da periodização (anual) , ou seja 15 a 20 dias de descanso ao final de uma temporada, geralmente final e começo do ano.

A finalidade desses descanso é de podermos recuperar o organismo para continuidade de treinamento.

Já o descanso de 15 a 20 dias, geralmente é aplicado ao final de uma temporada, para recuperação total, para iniciarmos a nova temporada, geralmente damos nome de “ transição”, em uma periodização de treinamento.

O risco de corredor que não tem descanso pode levar:
* Overtrainning.
* Lesionar.
* Queda de rendimento.
* Mau humor e falta de disposição.

Por isso descansem, para render mais.

Professor Luis TavaresTelefone: (11)3159-8456 - e-mail: e.c.tavares@uol.com.br - site: http://www.ectavares.com.br

Saiba mais:
Treino, recuperação e supercompensação
Taxa ótima de treino x recuperação
Descanso Ativo
A importância do descanso
Trote regenerativo, mito ou verdade?
É desaconselhável correr todos os dias?
Treinar duro em dias consecutivos?
Overtraining ou super-treinamento
Escute seu corpo
Dicas para evitar lesões típicas em corredores
Psicologia e respostas emocionais a lesões esportivas
Lesões por superuso x Lesões traumáticas
Lesões esportivas: como prevenir
Quais são os erros mais comuns cometidos por corredores amadores no treinamento?


PUBLICIDADE


Gostou desse artigo? Então você pode recomendá-lo com o Google +1:


Use a busca abaixo para encontrar o que deseja em mais de 5 mil páginas sobre esporte, saúde e bem-estar:

VoltarVoltar