Corrida para idosos

Pergunta: A corrida é indicada para idosos e até que idade pode-se correr?

Idosos ativos - National Cancer Institute Image Gallery

Resposta do Professor Carlos Gomes Ventura

A longevidade do homem depende da sua atividade física e mental contínua.

Estar em boa forma é quando o individuo consegue unir seu estado emocional e sua atividade física.

Existe uma diferença entre um individuo que pratica esporte por lazer e o individuo que pratica esporte buscando performance.

A Atividade física para qualidade de vida independe de idade.

Procurar performance é uma atividade delicada colocando o individuo sempre em risco, diversamente da atividade física que objetiva Qualidade de Vida.

PUBLICIDADE

A performance obtida é momentânea, onde o praticante esta sempre no risco de quebrar, no ponto mais alto do movimento físico e emocional, na alta performance ou no estado próximo o risco de contusões é sempre alto.

Em qualquer idade o individuo deve praticar exercícios físicos desde que preparado emocionalmente para isto.

A corrida em estado de equilíbrio (steady state) onde seguramente os batimentos cardíacos servem de norte no prolongamento do tempo de exercício a atividade cardíaca é controlada de maneira segura.

O homem pode correr longas distâncias ou atravessar o Canal da Mancha a nado em qualquer idade, este tipo de atividade oferece uma segurança e investimento seguro.

Correr uma Maratona, desde que o objetivo não seja de diminuir tempos ou estabelecer marcas pessoais proporciona um incrível dado de performance, principalmente para pessoas acima dos 40 anos.

Toda atividade física para idosos deve ser incrementada, não existe nada contrário a pratica de exercícios aeróbios (sempre com um follow-up de um médico esportivo).

Cito uma frase do saudoso Mario Lago “O TEMPO COMPROU PASSAGEM SÓ DE IDA”, exemplificando, ficamos motivados a pratica da atividade em qualquer faixa etária desde que orientados por profissionais competentes.

Carlos Gomes Ventura
Telefone: (11)3686-5384 - blog: carlosventura8085.blogspot.com - e-mail: cgventura@uol.com.br

Livro
Manual do Corredor - A Grande Pirâmide

Manual do corredor - Carlos Ventura - clique aquiCarlos Ventura é um dos treinadores brasileiros de maior sucesso. Em seu novo livro, Carlão responde às indagações mais comuns entre nós corredores. A sabedoria de décadas de experiência do Carlão são passadas de forma simples e clara para corredores de todos os níveis de performance.
Saiba mais sobre o livro...


Resposta do treinador Nilson Duarte Monteiro

PUBLICIDADE

No meu ponto de vista, não. Por quê?

Porque a corrida é um esporte de impacto, e uma pessoa que já passou dos 50 anos, as cartilagens estão envelhecidas. Assim, a corrida é um passo para uma hérnia de disco, por exemplo.

Se eu tivesse que aplicar exercícios físicos para uma pessoa idosa, eu recomendaria caminhadas, deep running (corrida dentro d’água), ciclismo (é perigoso para idoso, mas não tem impacto), exercícios de calistenia, e por aí vai.

Fui atleta competitivo por 13 anos seguidos, depois que parei, continuei correndo para manter o corpinho. Como eu tinha sido atleta, não me conformava em correr só 3 ou 4 km, não dava nem para aquecer, aí corria para manter o corpinho, 10, 15km ou mais. Só que esses anos todos na estrada me ocasionou uma hérnia de disco lombar. O diagnóstico do médico foi que provavelmente eu adquiri essa hérnia com os anos de impacto correndo.

Uma vez um técnico me disse, "Nilson, o homem não nasceu para correr, corrida para o ser humano só serve para se defender, ou caçar. Quem nasceu para correr, é animal de quatro patas. O animal que se apoia nas quatro patas, ao correr não sofre impacto direto na coluna vertebral, pois a gravidade só atua nos membros, enquanto que no homem, que é bípede, o impacto é todo na coluna". 

Resumindo o meu blá blá, não recomendo corrida para idoso e nem para ninguém. Corrida é só para quem vive disso, ou seja, os atletas profissionais. Quem quer ter qualidade de vida, vá caminhar.

Boas caminhadas!



Resposta do Professor Luis Tavares

Não existe até que idade que pode correr e sim cuidados extras que teremos que ter. 

Uma pessoa pode participar desde jovem até o final de sua vida e também aqueles que nunca correram e somente depois de “ velho” descobriram o prazer da corrida. Lógico que teremos que ter cuidados especiais ou seja, estar em dia com exames médicos, principalmente na parte cardíaca e osteoporose.

Eu particularmente gosto muito de trabalhar com terceira idade tanto é que tenho em meu grupo 55 pessoas acima de 45 anos. É gostoso por que muitos deles descobriram a corrida depois de “ velho” e eles tem muita vontade e dedicação com os treinos e fazem certinho, e como conseqüência acabam faturando podiuns em suas respectivas categorias deixando ainda mais motivados , é como se virassem crianças novamente, ficam super felizes.

Sempre passo a eles que procurem fazer os treinos e competições dentro de seus limites, pois não são mais jovens e qualquer sinal de dor ou incomodo para parar imediatamente.

Apesar de “velhos” fisicamente eles são muito jovens de espírito.


Professor Luis Tavares
Telefone: (11)3159-8456 - e-mail: e.c.tavares@uol.com.br 
site: http://www.ectavares.com.br

Saiba mais:
Exercícios físicos e a saúde dos ossos
Entrevista com Luiz Carlos de Moraes: Os vovôs da nova geração saúde
Saúde do idoso - Capacidade Aeróbia e Flexibilidade
Exercícios aeróbicos, alongamentos e flexibilidade para idosos
Novos Velhos - Exercícios físicos para idosos
Novos Velhos - Custo Energético, Sarcopenia, Massa Muscular e Óssea
Metamorfose Humana - Mudanças com a idade
Velhice saudável - A aposentadoria
Os Pilares de uma velhice saudável
Velhice saudável - o Corpo Desacelerando
Velhice saudável - Força, Capacidade Aeróbia e Flexibilidade
Psicomotricidade no adulto e na terceira idade
Idosos velozes e furiosos - Idoso na corrida e saúde
Como ficar em forma e fabuloso na terceira idade
Tornando atividade física parte da vida do idoso


PUBLICIDADE


Gostou desse artigo? Então você pode recomendá-lo com o Google +1:



VoltarVoltar