Osteoporose: O que fazer para diminuir seu risco

Perda óssea - Nasa

Ossos parecem sólidos, mas seu interior é de fato cheio de buracos, como uma colmeia de abelhas.

Tecidos ósseos são destruídos e reconstruídos todo o tempo. Enquanto algumas células constroem nossos tecidos ósseos, outras dissolvem os ossos e liberam os minerais dentro deles.

À medida que envelhecemos, começamos a perder mais ossos do que é reconstruído. Os pequenos buracos dentro dos ossos ficam maiores, e a camada sólida exterior fica mais fina. Em outras palavras, seus ossos ficam menos densos. Ossos duros ficam esponjosos. Se essa perda de densidade óssea progredir muito, é chamada osteoporose.

PUBLICIDADE

É normal fraturar um osso em acidentes sérios. Porém, se seus ossos forem densos o suficiente, eles podem ser capazes de suportar a maioria das quedas. Porém, ossos enfraquecidos pela osteoporose têm maior chance de quebrar. A fratura de ossos em quedas é uma das principais pistas de que uma pessoa com idade tem osteoporose.

Ossos fraturados podem ocasionar sérios problemas em idosos. O quadril é um local comum para osteoporose, e fraturas nessa área podem ocasionar uma sequência de incapacitações e perda de independência. Osteoporose também é comum no punho e espinha.

O hormônio estrogênio ajuda a fabricar e reconstruir ossos. Os níveis de estrogênio na mulher caem depois da menopausa, e a perda óssea acelera. Por isso, osteoporose é mais comum em mulheres com mais idade. Porém, homens também podem ter osteoporose.

“Um terço de todas as fraturas de quadril ocorrem em homens, ainda assim o problema da osteoporose no sexo masculino é frequentemente minimizado ou ignorado”, esclarece Dr. Eric Orwoll, médico pesquisador que estuda osteoporose na Oregon Health and Science University. “Homens tendem a ir pior depois de fratura no quadril do que as mulheres”, diz Dr. Eric Orwoll.

PUBLICIDADE

Especialistas sugerem que mulheres devam começar a fazer exames para osteoporose aos 65 anos de idade. As com menos de 65 anos com alto risco para fraturas também devem fazer exames. Homens devem discutir as recomendações para exames com seu médico. Os exames são feitos com teste de densidade mineral óssea no quadril e espinha.

O que fazer para diminuir seu risco para osteoporose

Há muito que você pode fazer para diminuir seu risco para osteoporose. Praticar exercícios físicos, e obter cálcio e vitamina D suficientes, são um bom começo.

Cálcio é um mineral que ajuda os ossos a permanecerem fortes. Você pode obter cálcio dos alimentos que ingere - incluindo leite, laticínios, e verduras com folhas verde escuras como couve - e através de suplementos. Mulheres acima dos 50 anos de idade precisam de 1.200 mg de cálcio por dia. Homens precisam diariamente de 1.000 mg entre 51 e 70 anos e 1.200 mg acima dessa faixa etária.

Vitamina D ajuda seu corpo a absorver cálcio. À medida que você envelhece, seu corpo precisa de mais vitamina D, a qual é fabricada quando sua pele é exposta ao sol. Você também pode obter vitamina D de suplementos e certos alimentos, como leite, ovo e peixes gordurosos. Converse com seu médico para certificar-se que está obtendo a quantidade adequada de vitamina D. Problemas podem aparecer se estiver obtendo tanto pouca, como demais vitamina D.

Exercícios físicos, especialmente os que suportam o peso do corpo, também ajudam os ossos. Os exercícios que suportam o peso do corpo incluem corrida, jogging, caminhada, tênis e dança. 

Por outro lado, fumar enfraquece os ossos. Consumo excessivo de álcool também, e torna a pessoa mais suscetível a quedas. Certos medicamentos também elevam o risco para osteoporose. Ter membros da família com osteoporose pode aumentar seu risco também.

A boa notícia é que, mesmo que já tenha osteoporose, nunca é tarde demais para começar a cuidar dos seus ossos. Uma vez que os ossos são reconstruídos com o tempo, você pode ter mais construção óssea com exercícios físicos, cálcio e vitamina D.

Vários medicamentos também podem ajudar a combater a perda óssea. Esses medicamentos são geralmente prescritos para pessoas diagnosticadas com osteoporose depois de um exame DEXA, ou aquelas que tiveram fraturas que sugerem que seus ossos estejam muito fracos.

Outra forma importante de evitar fraturas ósseas é prevenir quedas. Muitas coisas podem afetar o risco de quedas, como o equilíbrio das pessoas e riscos no ambiente. É por isso que exercícios que melhoram o equilíbrio são muito bons para prevenir fraturas. Por exemplo, tai chi chuan não fornece a carga suficiente para construir massa óssea, por outro lado ele melhora o equilíbrio e coordenação.

Saiba mais:
Osteoporose - O que é, prevenção, sintomas
Osteoporose - O que é, fatores de risco, cálcio
Exercícios físicos e a saúde dos ossos
Ossos precisam de alimentação, sol e impacto
Osteoporose e magnésio
Osteoporose - Tratamento
Exercícios fisioterápicos auxiliam na prevenção da osteoporose
Fitness e saúde dos ossos
Consumo de cálcio na gestação e amamentação
Reposição hormonal e saúde dos ossos
Tríade da Mulher Atleta
Quedas em idosos
Exercícios e nossos hormônios!
Benefícios dos exercícios físicos para idosos
Vitamina D - Fontes, alimentos ricos, deficiência, excesso
Cálcio - como atingir a recomendação
Tai Chi Chuan
Menopausa - Tratamento, perda óssea
O Que é Menopausa
Osteoporose em homens


PUBLICIDADE

Assine o nosso boletim e saiba quando forem publicados artigos
Seu e-mail aqui:

Oferecido por FeedBurner


Gostou desse artigo? Então você pode recomendá-lo com o Google +1:


comments powered by Disqus

Use a busca abaixo para encontrar o que deseja em mais de 5 mil páginas sobre esporte, saúde e bem-estar:

Créditos:
Tradução: © 2015, Hélio Augusto Ferreira Fontes
Texto: NIH - National Institutes of Health