Osteoporose em homens

Perda óssea - Nasa

O que é osteoporose?

Osteoporose é uma doença que causa enfraquecimento dos ossos, aumentando a probabilidade de fraturas. Embora ela afete milhões de homens, a maioria das pessoas a vê como uma doença de mulheres. Ainda mais, entre homens cujo estilo de vida os coloca em maior risco, pouco reconhecem a osteoporose como uma ameaça significativa para sua mobilidade e independência.

Osteoporose é chamada uma “doença silenciosa”, porque progride sem sintomas até que uma fratura ocorra. Ele é menos comum em homens porque eles têm ossos maiores, sua perda óssea começa mais tarde e progride mais lentamente, e não possuem período de rápidas alterações hormonais e perdas ósseas. Porém, nos últimos anos, o problema de osteoporose em homens tem sido reconhecido com uma questão de saúde importante, principalmente considerando que a quantidade de homens acima de 70 anos continua a aumentar à medida que a expectativa de vida da população se eleva.

PUBLICIDADE

O que causa osteoporose?

Os ossos estão mudando constantemente. Isso significa que tecidos ósseos velhos são substituídos por novos. Durante a infância, mais osso é produzido do que removido, de como que o esqueleto cresce tanto em tamanho quanto em força. Na maioria das pessoas a massa óssea atinge o auge aos 30 anos. Nessa idade, os homens geralmente acumularam mais massa óssea do que as mulheres. Depois desse ponto, a quantidade de massa óssea geralmente começa a declinar lentamente, uma vez que a remoção de tecido ósseo antigo excede a formação de novo.

Homens aos 50 anos de idade não experimentam a rápida perda óssea das mulheres após a menopausa. Porém, aos 65 ou 70 anos, homens e mulheres estarão perdendo massa óssea na mesma intensidade, e absorção de cálcio, um nutriente essencial para a saúde dos ossos, diminui em ambos os sexos. Perda óssea excessiva faz o osso ficar frágil e mais susceptível a fraturas.

As fraturas decorrentes de osteoporose ocorrem mais comumente no quadril, espinha e punho, e podem ser permanentemente incapacitantes. Fraturas no quadril são especialmente perigosas.

PUBLICIDADE

Osteoporose primária e secundária

Há dois tipos principais de osteoporose: primária e secundária. Nos casos de osteoporose primária, ou a condição é causada por perda óssea relacionada à idade, ou a causa é desconhecida.

A maioria dos homens com osteoporose têm pelo menos uma causa secundária. Na osteoporose secundária a perda óssea é causada por certos hábitos de estilo de vida, doenças ou medicamentos. As causas mais comuns de osteoporose secundária em homens incluem medicamentos glicocorticóides (para tratamento de asma e artrite reumatóide), hipogonadismo (baixos níveis de testosterona), abuso de álcool, fumo, doença gastrintestinal, hipercalciúria (muita perda de cálcio pêra urina) e sedentarismo.

Como é feito o diagnóstico da osteoporose em homens?

Osteoporose pode ser tratada eficientemente se for detectada antes que tenha ocorrido perda óssea significativa. O diagnóstico da osteoporose inclui histórico médico, raio-x, e exames de sangue e urina. O médico também pode pedir exame de densitometria óssea. Esse exame pode identificar osteoporose, determinar o risco para fraturas e medir a resposta ao tratamento. 

Quais são os fatores de risco de osteoporose em homens?

Vários fatores de risco têm sido relacionados à osteoporose em homens:
* Doenças crônicas que afetam rins, pulmões, estômago e intestino ou que alteram os níveis hormonais.
* Uso regular de certos medicamentos, como glicocorticóides.
* Baixos níveis do hormônio testosterona.
* Hábitos como fumo, uso excessivo de álcool, baixa ingestão de cálcio e pouca atividade física.
* Idade, quanto mais velho, maior o risco.

Quais são os tratamentos disponíveis para osteoporose?

Uma vez que o homem foi diagnosticado com osteoporose, seu médico pode prescrever um dos medicamentos aprovados para tratamento da doença. O tratamento provavelmente também incluirá orientação sobre nutrição, exercícios físicos e hábitos saudáveis para prevenir a perda óssea.

Caso a perda óssea seja decorrente do uso de glicocorticóides, o médico pode prescrever medicamento aprovado para tratar osteoporose induzida por glicocorticóides, monitorar a densidade óssea e níveis de testosterona, e sugerir utilizar dose minimamente efetiva de glicocorticóides.

O tratamento também pode incluir suplementos de vitamina D e/ou cálcio, e atividade física regular.

Caso a osteoporose seja decorrente de outra condição (como deficiência de testosterona) ou exposição a certos medicamentos, o médico pode elaborar um plano de tratamento para a causa por trás da doença.

Como a osteoporose pode ser prevenida?

Há menos estudos sobre osteoporose em homens do que em mulheres. Porém, especialistas concordam que se deve tomar as seguintes medidas para preserva a massa óssea:

* Evitar fumar, reduzir o consumo de álcool, e elevar o nível de atividade física.

* Certificar-se de ingerir a quantidade adequada de cálcio para sua idade.

* Certificar-se de ingerir a quantidade adequada de vitamina D. A ingestão de vitamina D deve ser de 600 UI (Unidades Internacionais) por dia até os 70 anos. Acima dessa idade, a quantidade deve ser aumentada para 800 UI.

* Praticar exercícios físicos nos quais ossos e músculos trabalham contra a gravidade, como por exemplo caminhada, jogging, tênis ou subir escadas. Seu médico pode avaliar o programa de exercícios da pessoa que já tenha osteoporose para determinar quais atividades físicas são seguras.

Saiba mais:
Exercícios físicos e a saúde dos ossos
Osteoporose: O que fazer para diminuir seu risco
Osteoporose - O que é, fatores de risco, cálcio
Osteoporose - O que é, prevenção, sintomas
Osteoporose - Tratamento
Fitness e saúde dos ossos: risco do overtraining
Osteoporose e magnésio
Exercícios fisioterápicos na prevenção da osteoporose
Ossos precisam de alimentação, sol e impacto
Reposição hormonal e saúde dos ossos
Menopausa - Tratamento, perda óssea
Cálcio - como atingir a recomendação
Tabagismo e problemas de saúde
Vitamina D


PUBLICIDADE


Gostou desse artigo? Então você pode recomendá-lo com o Google +1:


Use a busca abaixo para encontrar o que deseja em mais de 5 mil páginas sobre esporte, saúde e bem-estar:

Créditos:
Tradução: copyright © 2015 por Helio Augusto Ferreira Fontes
Texto: NIH – National Institute of Diabetes and Digestive and Kidney Diseases