Infarto do miocárdio ou ataque do coração - Causas e fatores de risco

Coração - Mikael Häggström, domínio público

Causas para infarto do miocárdio ou ataque do coração

A maioria dos casos de infarto do miocárdio, ou ataque do coração, é causada por coágulos sanguíneos que bloqueiam as artérias coronárias, os vasos sanguíneos que levam sangue e oxigênio ao músculo cardíaco. 

Quando sangue não consegue alcançar parte do coração, essa área fica faminta por oxigênio. Se o bloqueio continuar por tempo suficiente, as células na área do coração afetada morrem.

Doença das artérias coronárias é a causa mais comum por trás de um infarto do miocárdio. A doença das artérias coronárias é o espessamento e estreitamento das artérias coronárias em decorrência de acúmulo de placas dentro das paredes dessas artérias. 

PUBLICIDADE

Com o tempo o acúmulo de placas pode:
* Estreitar as artérias de modo que menos sangue fluam ao músculo cardíaco.
* Bloquear completamente as artérias e fluxo de sangue.
* Ocasionar a formação de coágulos sanguíneos e bloquear as artérias.

Infarto do miocárdio, ou ataque do coração, também pode ocorrer em decorrência de problemas com vasos sanguíneos microscópicos no coração. Acredita-se que isso seja mais comum em mulheres do que em homens.

Uma causa menos comum de infarto do miocárdio é um espasmo severo da artéria coronária que corta o fluxo sanguíneo ao coração. Esses espasmos podem ocorrer em pessoas com ou sem doença das artérias coronárias. Espasmos da artéria podem ser causados por estresse emocional, exposição ao frio extremo, fumo, ou uso de entorpecentes com cocaína.

Fatores de risco para infarto do miocárdio ou ataque do coração

PUBLICIDADE

Certos fatores de risco podem aumentar a probabilidade da pessoa desenvolver doença das artérias coronárias e ter um infarto do miocárdio. Esses fatores de risco incluem coisas que a pessoa pode ou não mudar.

Fatores de risco para infarto do miocárdio que a pessoa não pode mudar incluem:
* Ter acima de 45 anos se for homem ou 55 anos se for mulher.
* Ter histórico familiar de doença cardíaca precoce, diagnosticado em pai ou irmão antes dos 55 anos, ou mãe ou irmã antes do 65 anos.
* Ter histórico médico pessoal de angina ou infarto do miocárdio anterior.
* Ter passado por procedimento cardíaco como angioplastia ou ponte de safena.

Alguns fatores de risco importantes para infarto do miocárdio que a pessoa pode mudar ou controlar são:
* Fumo.
* Estar obeso ou com sobrepeso.
* Sedentarismo.
* Pressão alta.
* Colesterol alto.
* Diabetes.

Certos fatores de risco para infarto do miocárdio tendem a ocorrer em conjunto. Quando isso acontece chama-se síndrome metabólica. Em geral, pessoas com síndrome metabólica têm duas vezes mais probabilidade de desenvolver doença cardiovascular e cinco vezes mais de desenvolver diabetes do que indivíduos sem essa síndrome.

Você pode ajudar a prevenir infarto do miocárdio ao conhecer seus fatores de risco para doença das artérias coronarianas e ataque cardíaco e tomar ações para diminuir seus riscos. Pode-se diminuir o risco de infarto do miocárdio, mesmo se já teve um ataque do coração. Para prevenir infarto do miocárdio você precisa fazer mudanças no estilo de vida. Também é preciso tratamento para as condições médicas que elevam o risco de infarto do miocárdio.

Para fazer mudanças no estilo de vida que diminuam os riscos de ter um infarto do miocárdio você deve:
* Ter uma alimentação saudável para prevenir ou reduzir a pressão alta e altos níveis de colesterol no sangue, assim como manter um peso corporal saudável. Siga uma dieta rica em frutas e vegetais. Preste atenção para a quantidade e tipos de gorduras na dieta. Diminua a ingestão de sal.
* Se fuma, parar de fumar.
* Praticar exercícios físicos regularmente com o aval médico.
* Se estiver obeso ou com sobrepeso, emagrecer gradualmente.

Tenha tratamento para as condições médicas que podem elevar as chances de infarto do miocárdio:
* Se tem pressão alta, siga as instruções médicas para mantê-la sob controle.
* Se tem diabetes, siga as orientações médicas para manter os níveis de glicose no sangue sob controle.

Saiba mais:
Infarto do miocárdio ou ataque do coração - Tratamento
Horóscopo do candidato a enfartado
Infarto do miocárdio ou ataque do coração - Diagnóstico
Infarto do miocárdio ou ataque do coração - Causas e fatores de risco
Infarto
Ataque cardíaco - O que é, sintomas, prognóstico
Causas do ataque cardíaco e prevenção
Sintomas de ataque cardíaco
Diagnóstico e tratamento do ataque cardíaco
A vida depois do ataque cardíaco - Pacientes cardíacos
Exercício físico - Riscos e benefícios para o coração
Pressão alta ou hipertensão arterial
Pressão alta e corrida - Hipertenso pode correr?
Hipertensão e exercícios físicos
Doenças cardíacas - Prevenção de doença cardíaca e seus tipos
Doenças cardiovasculares
Doenças cardíacas em mulheres - Síndrome do coração partido, doença da microvasculatura coronariana
Síndrome metabólica
Doença arterial coronariana
Doença das artérias coronárias
Parada cárdio-respiratória ou cardíaca
Angina - O que é, tratamentos
Coagulação Sanguínea Excessiva - O que é, Causas e Tratamento
Sinais e Sintomas de Coágulos Sanguíneos - Hipercoagulação do Sangue
Prevenção de doenças cardiovasculares
Proteja seu coração: medidas para reduzir seu risco cardíaco
Você sabe reconhecer os sintomas de um ataque cardíaco e AVC?


PUBLICIDADE




 

Gostou desse artigo? Então você pode recomendá-lo com o Google +1:


Use a busca abaixo para encontrar o que deseja em mais de 5 mil páginas sobre esporte, saúde e bem-estar:

Créditos:
Texto: NHI Senior
Tradução: copyright © 2009 por Helio Augusto Ferreira Fontes