Idade e metabolismo: Como evitar ganho de peso ao envelhecer

Mulher andando de bicicleta - National Cancer Institute Image Gallery

À medida que você envelhece pode notar que tem menos músculos e energia, e mais gordura. Carregar esse peso extra pode prejudicar sua saúde. A chave para evitar ganho de peso ao envelhecer é praticar exercícios físicos e ter alimentação saudável. À medida que avança pelos 30,40, 50 anos e além, pode tomar medidas para ajudar a combater o excesso de gordura que vem com a idade.

Seu metabolismo muda à medida que envelhece. Você queima menos calorias e digere os alimentos de forma diferente. Você também perde massa muscular. A menos que se exercite mais e ajuste sua alimentação, mais quilos vão se acumular. 

PUBLICIDADE

“Em algum ponto, todos perdemos massa muscular quando envelhecemos e ganhamos gordura abdominal”, diz Dr. Mark Mattson, especialista do NIH (National Institutes of Health) em envelhecimento e exercícios. O estilo de vida sedentário é o principal culpado pelo ganho de peso a partir da meia idade. “Comer demais e ter um estilo de vida sedentário pode acelerar as alterações metabólicas relacionadas à idade”, diz Dr. Mattson.

Um dos componentes principais das mudanças relacionadas à idade é a leptina, a qual ajuda seu cérebro a dizer que deve parar de comer. Os sinais da leptina não funcionam tão bem à medida que você envelhece, então pode continuar com fome mesmo depois de comer. Obesidade também torna a leptina ainda menos eficiente.

“Há uma parte recompensadora para tudo que come”, diz Dra. Dr. Josephine M. Egan, especialista do NIH em diabetes e envelhecimento. “Quando saboreia a comida, você se sente bem; pessoas com peso normal satisfazem o desejo de comer ingerindo pequenas quantidades”. Porém, quando os anos passam e os quilo se acumulam, você pode precisar de quantidade maior de comida para ter a mesma sensação de prazer.

PUBLICIDADE

Tanto o envelhecimento quanto obesidade podem alterar a forma com que o corpo processa a glicose, açúcar que o organismo fabrica a partir de alimentos e usa como energia. Essas alterações podem ocasionar diabetes, a qual eleva o risco para doenças cardiovasculares, cegueira, amputações e outros problemas médicos.

“Obesidade eleva o risco e reduz a idade do aparecimento de muitas doenças relacionadas ao envelhecimento”, diz Dr. Mattson. “A longo prazo, até o cérebro pode ser afetado. Evidencias sugerem que diabetes e obesidade a longo prazo pode ocasionar mudanças nas células do cérebro que o tornam mais vulnerável ao envelhecimento.”

Quando a pessoa passa dos 50 anos de idade, provavelmente precisará de menos calorias. Porém, também é importante manter uma nutrição apropriada, então não restrinja alimentos saudáveis. Pesar demais ou muito pouco estão relacionados a problemas de saúde, especialmente em pessoas mais velhas. 

Exercícios e movimentação também são importantes. “Não importa qual seja a sua idade, atividade física é boa para você”, diz Dra. Egan. Certifique-se de conversar com seu médico sobre as maneiras seguras de ajustar seu padrão de atividade física à medida que envelhece. Se você tiver algum problema de saúde específico, como artrite ou cirurgia recente, peça dicas para ajudar a praticar exercícios deforma segura. 

Saiba mais:
O elixir da vida longa é fazer exercício, comer pouco e meditar
Leptina e Obesidade
Obesos produzem menos hormônio da fome
Sinais cerebrais e neurobiologia da obesidade
Exercício físico na terceira idade - Benefícios
Como ficar em forma e fabuloso na terceira idade
Metamorfose Humana - Mudanças com a idade
Novos Velhos - Exercícios físicos para idosos
Os Pilares de uma velhice saudável
Velhice saudável - o Corpo Desacelerando
Sedentarismo em idosos
Musculação , anti-envelhecimento e emagrecimento
Tornando atividade física parte da vida do idoso
Emagrecer Dormindo
Atividade física regular e controle de peso
Sedentarismo - Conceito, como largar e começar atividade física
Como praticar mais atividades físicas
Dicas para uma alimentação saudável
Riscos da obesidade para a saúde


PUBLICIDADE


Gostou desse artigo? Então você pode recomendá-lo com o Google +1:


Use a busca abaixo para encontrar o que deseja em mais de 5 mil páginas sobre esporte, saúde e bem-estar:

Créditos:
Tradução: copyright © 2015 por Helio Augusto Ferreira Fontes
Texto: NIH – National Institute of Diabetes and Digestive and Kidney Diseases