400 metros com Barreiras Masculino nas Olimpíadas

 
PUBLICIDADE

Esta modalidade fez sua estréia timidamente em Paris 1900, contando com apenas cinco competidores. Na Olimpíada seguinte, em St. Louis, um número menor de atletas: apenas quatro. Ainda seria disputada em Londres-1908, mas não fez parte do programa de Estocolmo-1912.

Os 400m com barreiras só voltariam com força depois da primeira guerra mundial, em Paris-1924, contando com 23 competidores e tendo como vitorioso o americano Morgan Taylos com 52.6. A supremacia americana, que vinha desde 1900, foi quebrada em Amsterdã-1928 pelo britânico David Burghey que venceu em 53.4. Na Olimpíada seguinte, em Los Angeles, o irlandês Robert Tisdall venceu em 51.7. Esta marca seria recorde do mundo, mas o regulamento da época não reconheceu o tempo pois o irlandês tocou o pé em uma barreira.

Em Berlim, 1936, o Brasil teve grande participação com Sylvio Padilha chegando na quinta colocação em 54.0. A prova foi vencida pelo americano Glenn Hardin em 52.4. Outro grande atleta brasileiro da modalidade foi Antônio Eusébio Ferreira que chegou a duas semifinais, em 1980 e 1984. Eronildes Araújo foi o brasileiro de maio sucesso em Olinpíadas, chegando nas finais em Atlanta-1996 e Sidney-2000.
Fonte : De Atenas a Atlanta, Maurício Cardoso, Ed. Página Aberta, 1996.

Não deixe de conferir também a entrevista com Eronildes Araújo, o astro brasileiro desta modalidade.

PUBLICIDADE


Gostou desse artigo? Então você pode recomendá-lo com o Google +1:


Voltar à seção História do Atletismo

 
 

Use essa ferramenta abaixo pesquisar nesse site:  

Use a busca abaixo para encontrar o que deseja em mais de 5 mil páginas sobre esporte, saúde e bem-estar:

© 1999-2017 Helio A. F. Fontes
Copacabana Runners - Atletismo e Maratonas