Hemofilia - Diagnóstico

Como é o diagnóstico da hemofilia

Se houver suspeita de hemofilia, ou a pessoa parecer ter problemas de sangramento, o médico tomará os históricos médicos pessoais e familiares. Isso revelará se o paciente ou alguém na família têm histórico de sangramentos e machucados freqüentes e/ou fortes.

PUBLICIDADE

O paciente provavelmente terá exame físico e testes de sangue para diagnóstico da hemofilia. Os testes de sangue são usados para descobrir:
* Quanto tempo demora para o sangue coagular.
* Se o sangue tem baixos níveis de algum fator de coagulação.
* Se um dos fatores de coagulação está completamente ausente do sangue.

Os resultados dos testes mostrarão se a pessoa tem hemofilia, de que tipo e o quanto severa ela é.

Hemofilias dos tipos A e B são classificadas como leves, moderadas ou severas, dependendo da quantidade de fator de coagulação VIII ou IX no sangue:
Hemofilia leve -> 5-30% da quantidade normal de fator de coagulação.
Hemofilia moderada -> 1-5% da quantidade normal de fator de coagulação.
Hemofilia severa -> menos de 1% da quantidade normal de fator de coagulação.

PUBLICIDADE

Hemofilia severa pode ocasionar sérios problemas de sangramento em bebês. Desta forma, crianças com hemofilia severa são geralmente diagnosticadas durante o primeiro ano de vida. Pessoas com as formas leve e moderada de hemofilia podem não ser diagnosticadas até serem adultas.

Os problemas de sangramento da hemofilia A e B são os mesmos. Somente testes de sangue especiais são capazes de dizer que tipo de hemofilia a pessoa tem. Saber qual é o tipo de hemofilia é importante porque os tratamentos são diferentes.

Mulheres grávidas que sabem ser portadoras do gene da hemofilia podem ter seu bebê diagnosticado antes de nascer, tão cedo quanto em 10 semanas de gravidez.

PUBLICIDADE




Gostou desse artigo? Então você pode recomendá-lo com o Google +1:


Artigos relacionados:
Hemofilia A e B
Hemofilia - Sinais e sintomas
Hemofilia tipo A
Tratamento da hemofilia
Anemia - Tipos, sintomas, diagnóstico
Anemia Ferropriva - O que é
Anemia Ferropriva - Causas
Anemia Ferropriva - Sintomas e sinais
Anemia Ferropriva - Tratamento
Anemia ferropriva na infância
Anemia Ferropriva - Diagnóstico
Anemia perniciosa ou megaloblástica - Deficiência de vitamina B12
Anemia perniciosa - Causas
Anemia perniciosa - Sintomas e sinais
Anemia perniciosa - Tratamento e prevenção
Anemia perniciosa - Diagnóstico e hemograma
Anemia falciforme - O que é, causas e cura
Anemia falciforme - Sintomas e complicações
Anemia falciforme - Diagnóstico, tratamento, alimentação
Ferritina alta e baixa
Anemia - O que é, sinais, sintomas e complicações
Anemia na gravidez
Hematospermia ou sangue no esperma
Sangue na urina ou hematúria
Hemorragia digestiva alta e baixa - Causas
Hemorragia digestiva - Diagnóstico e tratamento
Hemorragia digestiva alta e baixa, aguda e crônica - Sinais e sintomas
Sangramento retal - Tratamento, causas, sintomas
Sangue nas fezes - Melena ou hematoquesia
Camisinha e AIDS - Eficiência dos preservativos contra o HIV
HIV e AIDS - Qual a diferença?
HIV Positivo e sintomas da AIDS
Tratamento para HIV / AIDS
Mulher e AIDS - Orientações para mulheres com HIV
HIV e sua transmissão - Beijo, saliva, lágrimas, suor, picadas de insetos
Transmissão do HIV - Sexo oral e AIDS
Vírus HIV
Cura da AIDS e Prevenção - Pesquisas para vacina e microbicidas
Vacina para HIV / AIDS
HIV e AIDS - Você está sob risco?
Hemograma - Decifrando o exame de sangue
Talassemia
Hepatite B
Leucemia linfóide aguda em crianças - Tratamento
Leucemia linfóide aguda em crianças
Leucemia mielóide aguda
Causas da leucemia e fatores de risco
Sintomas da leucemia e diagnóstico
Tratamento para leucemia
Leucemia - O que é, tipos
Leucócitos e Leucopenia
Use a busca abaixo para encontrar o que deseja em mais de 5 mil páginas sobre esporte, saúde e bem-estar:

Créditos:
Tradução: © 2010, Hélio Augusto Ferreira Fontes.
Texto: National Heart Lung and Blood Institute