Depressão em idosos

Dor de cabeça - NIH SeniorHealth

Mudanças importantes na vida, que acontecem quando a pessoa envelhece, podem causar sentimentos de inquietação, estresse e tristeza. Por exemplo, a morte de alguém querido, aposentadoria, ou ter que lidar com doenças podem deixar a pessoa triste ou ansiosa. Depois de um período de ajuste, muitos idosos podem recuperar seu equilíbrio emocional, porém outros desenvolvem depressão.

A depressão é um problema comum em idosos, porém não é parte normal do envelhecimento. De fato, estudos mostram que a maioria dos idosos está satisfeita com a vida, apesar de ter mais problemas físicos.

PUBLICIDADE

Porém, quando idosos sofrem depressão, ela pode passar despercebida porque eles podem ter menos propensão a falar sobre seus sentimentos e tristezas, ou podem mostrar sintomas menos claros.

Algumas vezes pode ser difícil distinguir entre desgosto e transtorno depressivo. Desgosto e tristeza depois da morte de alguém querido são reações normais à perda, e geralmente não requerem tratamento profissional. Porém, tristeza que dura muito tempo depois do evento pode necessitar tratamento.

A depressão é provavelmente o resultado de muitos fatores, como histórico familiar, experiências de vida e fatores ambientais. Idosos com depressão podem ter tido esse transtorno quando mais jovens, ou podem ter histórico familiar da doença. Os idosos também podem estar passando por eventos difíceis, como perda de pessoas queridas ou problemas financeiros.

PUBLICIDADE

Para idosos que sofrem depressão pela primeira vez na vida, outros fatores podem estar contribuindo. Depressão pode estar relacionada a mudanças que acontecem no cérebro e corpo à medida que a pessoa envelhece. Por exemplo, idosos pode sofrer de restrição de fluxo sanguíneo, uma condição chamada isquemia. Com o tempo, vasos sanguíneos podem endurecer e impedir o sangue de fluir normalmente para os órgãos, incluindo o cérebro.

Se isso acontecer, um idoso sem histórico familiar de depressão pode desenvolver o que os médicos chamam de depressão vascular. Aqueles com depressão vascular também podem estar sob risco de outras doenças vasculares, como doença das artérias coronárias e AVC

Saiba mais:
Depressão na terceira idade
Distimia e depressão
Depressão e o Desejo Sexual
Depressão - Tipos
Depressão - Sintomas e causas
Depressão - Diagnóstico, tratamento com antidepressivos e psicoterapia
Depressão e alimentação
Ansiedade
Saúde do idoso
O bom humor está na cozinha
Antidepressivos
Novos Velhos - Exercícios físicos para idosos
Novos Velhos - Custo Energético, Sarcopenia, Massa Muscular e Óssea
Metamorfose Humana - Mudanças com a idade
Atividade física e uso do cérebro podem regenerar neurônios
Exercícios Físicos e Depressão
Quedas em idosos
Problemas de visão - Isolamento do idoso pode ser um sintoma
Psicomotricidade no adulto e na terceira idade
Idosos velozes e furiosos - Idoso na corrida e saúde
A corrida é indicada para idosos e até que idade pode-se correr?
Gene ligado à depressão
Transtornos de ansiedade - Tipos e tratamentos


PUBLICIDADE


Gostou desse artigo? Então você pode recomendá-lo com o Google +1:



Créditos:
Tradução: © 2012, Hélio Augusto Ferreira Fontes
Texto: NIH SeniorHealth

Menu da Seção Corpo & Saúde
Alimentos | Nutrição e Saúde | Últimas da Saúde | Últimas sobre emagrecimento | Saúde Geral | Nutrição Esportiva |
Estética | Obesidade | Patologias | Infância e adolescência | Cabelos | Saúde do Idoso | Saúde bucal | Patologias e nutrição | Hidratação | Segurança | Plantas Medicinais | Cardiologia - Doenças cardíacas e saúde do coração | Psicologia, psiquiatria e saúde mental | Sexologia | Receitas Light, Receitas Fáceis e Culinária | Dermatologia | Oftalmologia | Emagrecimento e Perda de Peso | Lesões esportivas

VoltarVoltar

Use essa ferramenta abaixo pesquisar nesse site:  


© 1999-2017 Helio A. F. Fontes
Utilização de material original do site

Copacabana Runners - Atletismo e Maratonas