Copacabana Runners

Cansaço e fadiga

Fadiga - NIH

Cansaço e fadiga

Fadiga ou cansaço excessivo (também conhecidos como exaustão e letargia) podem ser descritos como uma variedade de aflições que variam desde estado geral de letargia, até sensação de queimação em certos músculos desencadeada por trabalho.

Cansaço e fadiga podem ser tanto físicos como mentais. Fadiga física é a incapacidade de continuar funcionando no nível das capacidades normais. A fadiga física está amplamente presente na vida das pessoas, porém fica particularmente notável durante exercício físico pesado. Já a fadiga mental costuma se manifestar com sonolência. Fadiga e cansaço são considerados sintomas.

Fadiga física ou fraqueza muscular

A fadiga física ou fraqueza muscular é um termo para a incapacidade de exercer força muscular a um nível que seria esperado de acordo com a condição física geral da pessoa.

Teste de força é freqüentemente usado durante o diagnóstico de desordem muscular antes que a causa possa ser identificada. Tal causa depende do tipo de fraqueza muscular, a qual pode ser real ou percebida, assim como central ou periférica. A fraqueza real é substancial, ao passo que a percebida é uma sensação de fazer mais esforço para a mesma tarefa. Por outro lado, fraqueza muscular central é uma fadiga geral, enquanto a fraqueza periférica é a fadiga de músculos individuais.

Fadiga e cansaço mental

Adicionalmente à fadiga física, também existe a fadiga mental que não necessariamente inclui qualquer cansaço muscular. Tal fadiga mental pode se manifestar como sonolência ou uma diminuição de atenção geral. Fadiga e cansaço mental podem ser perigosos quando a pessoa precisa desempenhar tarefas que requerem concentração constante, como dirigir veículos.

Causas da fadiga

A fadiga é tipicamente resultado de trabalho, estresse mental, super-estimulação e sub-estimulação, jet lag, depressão, doenças ou falta de sono. Fadiga também pode ter causas químicas, como envenenamento, certos medicamentos, ou falta de vitaminas e sais minerais. Tratamentos para câncer, como radioterapia e quimioterapia, causam fadiga. Perda de sangue massiva freqüentemente também resulta em fadiga.

Doenças e condições médicas que podem causar fadiga

O cansaço e fadiga temporária não são provavelmente grande problema. Por outro lado, fadiga crônica, de seis meses ou mais de duração, é sintoma de grande número de doenças e condições médicas. 

Algumas categorias de doenças e condições que têm fadiga como sintoma são:
* Doença autoimunes, como esclerose múltipla, doença celíaca, e espondiloartropatia.
* Desordens sanguíneas como anemia e hemocromatose.
* Câncer.
* Síndrome da fadiga crônica.
* Depressão e outros transtornos mentais que causam humor depressivo.
* Transtornos alimentares, os quais podem ocasionar fadiga devido à nutrição inadequada.
* Doença endócrina, como diabetes melittus e hipotireodismo.
* Fibromialgia.
* Doença cardíaca.
* Doenças infecciosas como mononucleose e gripe.
* Leucemia ou linfoma.
* Transtornos neurológicos como doença de Parkinson e síndrome pós-concussão.
* Trauma físico ou outras condições que causam dor como artrite.
* Gravidez.
* Privação do sono ou desordens do sono.

Saiba mais:
Bons sonhos para corredores - Sono, saúde e corrida
Significado dos Sonhos
Insônia - o que é, causa e tratamento
Nutrição e sono
Síndrome da fadiga crônica
Narcolepsia - Causas, tratamento, sintomas
Apnéia do sono
Narcolepsia, sonolência diurna excessiva e cataplexia
Alcoolismo
Insônia primária e secundária - O que é, causas, depressão, na gravidez
Insônia na gravidez e na menopausa
Insônia - O que fazer, sintomas, tratamentos

Insônia, ronco, apnéia, sonolência - Desordens do sono
Benefícios de dormir: Por que você precisa de uma boa noite de sono



Gostou desse artigo? Então você pode recomendá-lo com o Google +1:


Assine o nosso boletim e saiba quando forem publicados artigos
Seu e-mail aqui:

Oferecido por FeedBurner

comments powered by Disqus
Use a busca abaixo para encontrar o que deseja em mais de 5 mil páginas sobre esporte, saúde e bem-estar:

Créditos:
Tradução: © 2009, Hélio Augusto Ferreira Fontes.
Este artigo está licenciado sob a GNU Free Documentation License (www.gnu.org/copyleft/fdl.html). Usa material do artigo da Wikipédia "Fatigue_(medical)" (en.wikipedia.org/wiki/Fatigue_(medical)).