Bumbum é a preferência nacional

O carnaval está aí e todos os olhares estarão voltados para ele. O bumbum. Todo mundo olha, aprova ou condena. Entretanto, ele não é só símbolo sexual ou estético e sua função é de proteção ao quadril e movimentação das pernas. Bumbum flácido pode gerar problemas articulares sérios. 

Não podemos falar nos glúteos sem antes lembrar da importância que tem os outros grupos musculares responsáveis pela estabilidade do quadril e da relação com a pelve e a coluna. A articulação do quadril (coxofemoral) que é do tipo esferóide possui grande liberdade e amplitude de movimentos suportando o esqueleto e toda a parte superior do corpo além, de servir de linha de transmissão de forças entre a pelve e as extremidades inferiores. Por isso, torna-se necessária grande atenção com grupos musculares responsáveis pelo sincronismo da coluna, pelve e quadril.

PUBLICIDADE

O mesmo erro que homens cometem fazendo exercícios demais para os peitorais sem se importar com os músculos opostos, algumas mulheres são induzidas ao erro fazendo exercícios demais para os glúteos sem se importar com os flexores do quadril, a parte baixa do abdome e toda a estrutura coxofemoral. O resultado são dores na região lombar em virtude da posição assumida hiperextendida ou glúteos muito fortalecidos. Há quem chame isso de síndrome do bumbum empinado por ser assim que mulheres ficam quando fazem exercício só para o bumbum sem se preocupar com toda estrutura articular e muscular.

O Quatro Apoios

A posição inicial desse exercício é de quatro onde o corpo encontra-se apoiado nos joelhos e nos cotovelos. Como a biomecânica é uma ciência em eterna discussão, há quem rotule o exercício como três apoios; um joelho e dois cotovelos e ainda oito apoios; pés, joelhos, cotovelos e mãos. Tem gente procurando pelo em ovo!

Pode-se fazer o exercício de duas formas distintas: com os joelhos estendidos ou flexionados. No primeiro caso, maior braço de resistência, maior desvantagem mecânica e maior vantagem anatômica ou aproveitamento do exercício. No segundo caso, menor braço de resistência, menor desvantagem mecânica e menor vantagem anatômica.

Com os joelhos estendidos, a ação do glúteo máximo terá uma grande ajuda dos músculos da frente da coxa, quadríceps e os de trás dela, os jarretes (semimembranoso, semitendinoso e bíceps femoral). Dessa forma, estarão sendo trabalhados os principais grupos musculares dos membros inferiores e não apenas o glúteo máximo.

Com o joelho dobrado a 90º, o grupo jarrete estará empenhado em manter a flexão do joelho e por estar, o movimento final com o braço de resistência menor, a intensidade do exercício será menor.

A posição final em ambas é outro ponto de discussão. A extensão total do quadril induz a uma anteversão da pelve e hiperextensão da coluna lombar, situação que deve ser evitada por colocar em risco os discos intervertebrais entre as L4, L5 e S1. Aos alunos iniciantes devem ser prescritos alongamentos e ou fortalecimento dos músculos iliopsoas e do reto femoral responsáveis pela flexão do quadril. Quando esses músculos não têm uma boa flexibilidade ou são fracos, o exercício de quatro apoios costuma não ser bem executado e eles ainda têm características diferentes. O iliopsoas são monoarticulares, mas o bíceps femoral é biarticular atuando na flexão/ extensão da coxa quadril, nos movimentos da pelve e no joelho.

PUBLICIDADE

Outra conduta interessante é no que se refere à ordem de conjugação dos exercícios de quatro apoios com o joelho estendido e fletido. O primeiro a ser executado deve ser estendido partindo da premissa que os grupos musculares estarão descansados e aptos a resistirem um braço de resistência maior. Depois, estando as fibras esgotadas usa-se o braço de resistência menor. Há quem faça o contrário, mas também não está errado, desde que, quem estiver orientando apresente um fundamento lógico para isso. Todo exercício segue princípios e ordem de prescrição baseado em tipos de alavancas, músculos atuantes como motor primário (músculos alvo), sinergistas (contraem junto com o primário), estabilizadores (dão firmeza) ou antagonistas (se opõem ao primário ou agonistas). A aluna não precisa saber disso, mas o professor deve orientar o desenvolvimento harmônico dessa e toda a musculatura do corpo. Por isso, é um risco fazer sozinha em casa seguindo apenas orientação das fotos de certas revistas. Peça orientação profissional!

Cartas para: lcmoraes@compuland.com.br
Luiz Carlos de Moraes CREF1 RJ 003529

Para Refletir: Querendo ou não devemos acreditar nos jovens. Muitos deles com sua ousadia não chegarão a lugar nenhum, porém existe uma boa parcela deles capaz de dar boa contribuição à sociedade com suas novas idéias e ideais. Sem eles um dia viveremos apenas de memória. Moraes 2009.

Sobre a Ética: Não podemos trabalhar pensando apenas no dinheiro. Ele vem a reboque para as pessoas que gostam de trabalhar honestamente pelo bem comum. Não é uma questão de sorte. Moraes 2009.

PUBLICIDADE


Gostou desse artigo? Então você pode recomendá-lo com o Google +1:


Artigos relacionados:
Mulheres Turbinadas - Elas são para olhar não para casar
Malhar com personal - Vantagens e possíveis desvantagens
Mulheres sofrem mais com os joelhos do que os homens
Personal Trainer
Escalada, rapel, rafting, corrida de aventura - Aproveite o horário de verão
Três meses na academia - O desafio da barreira
Academia em casa não é tão simples assim
Erros mais comuns cometidos por quem frequenta academia
Malhar em academia - Vantagens e possíveis desvantagens
Academia - Porque as pessoas desistem
Step
Body Pump
Ginástica localizada não sai de moda
Ginástica Localizada
Equipamentos de Ginástica e Estações de Musculação
Musculação
Flexibilidade
Atividade física regular e controle de peso
Corpo definido
Barriguinha lisinha e abdômen definido tanquinho
Aparelhos Abdominais - aparelho abdominal para fortalecer abdome
Abdome definido e saúde
Ginástica
Ginástica passiva
Ginástica laboral na qualidade de vida
Ginástica laboral deve ser adequada ao tipo de atividade funcional
Ginástica laboral e seus exercícios
Ginástica laboral
Educação física
Biografia de Joseph Hubertus Pilates
O Método Pilates
As aulas de Pilates
Para que serve o Método Pilates?
Pilates x Musculação
As Mudanças no Pilates
Pilates no Pré, Peri e Pós-Natal
O Stúdio de Pilates
Pilates e o treinamento de corrida
Pilates - Método, aparelhos, aulas
Exercícios físicos para gestantes e cuidados durante atividade física
Curves
Periodização no spinning - Planejar é preciso... Periodizar também
Periodização do treinamento
Escala de borg na musculação
Amplitude de Movimentos na Musculação
Série simples e pesada na musculação libera mais testosterona
Musculação em forma de circuito
Spinning e lesões
Spinning: Vantagens e Desvantagens - As diferentes qualidades físicas nas aulas
História da bicicleta
Ciclismo - Dicas para suas pedaladas na bicicleta
Spinning e as invenções esdrúxulas
Aula de Running
Plataforma vibratória
Treinamento em Circuito
Como motivar sedentário a praticar exercícios físicos
Sedentarismo
Mulheres e Músculos - Musculação Feminina e Vigorexia
Mulheres e a Estética
Busca pelo Corpo Perfeito - Moderadores de apetite e medicamentos
Excesso de malhação pode causar problemas de saúde
Beleza Feminina
Sexologia feminina
Exercícios em casa
Gluteoplastia, aumento de bumbum, e cirurgia plástica de panturrilha
Use a busca abaixo para encontrar o que deseja em mais de 5 mil páginas sobre esporte, saúde e bem-estar:

Créditos:
Texto copyright © 2009 por Luiz Carlos de Moraes CREF/1 RJ 003529
lcmoraes@petrobras.com.br | lcmoraes@compuland.com.br  
Leia mais artigos sobre esporte e saúde no site Notícias do Corpo