Banda Gástrica - Saída para adolescentes com obesidade mórbida

A colocação de uma Banda Gástrica (ou LAP-BAND™, como é conhecida ao redor do mundo) pode ser a saída para adolescentes com obesidade mórbida que têm a indicação cirúrgica. Isso porque esse tipo de cirurgia – ainda pouco conhecida no Brasil – é reversível e não implica na mutilação ou em corte do estômago e intestino.

Outra das principais características da Banda Gástrica é que, diferente de outras modalidades de cirurgia bariátrica, pacientes operados apresentam baixo risco de desnutrição, pois não existe mudança no processo de absorção dos nutrientes pelo aparelho digestivo (como ocorre quando o estômago ou o intestino são cortados, por exemplo).

PUBLICIDADE

De acordo com o Dr. Denis Pajecki, médico da Unidade de Tratamento do Paciente Obeso Grave do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP e membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Bariátrica, algumas vantagens da Banda Gástrica em comparação com as outras cirurgias bariátricas são: a ajustabilidade (a banda pode ser inflada e desinflada de acordo com a necessidade de cada paciente), a reversibilidade (pode ser removida), o baixo risco nutricional, o procedimento minimamente invasivo e o menor índice de morbidade.

O cirurgião destaca que o sucesso da cirurgia com a Banda Gástrica depende muito da disponibilidade do paciente em mudar seu estilo de vida. “É muito importante que o adolescente siga rigorosamente o acompanhamento com uma equipe de médicos formada, de preferência, pelo cirurgião, um endocrinologista, um nutricionista e um psicólogo ou psiquiatra”, afirma ele. “A família também precisa estar engajada, dando apoio para que o paciente não interrompa o tratamento que se segue após a operação, afinal, fazer uma cirurgia bariátrica não significa que o emagrecimento será fácil”, ressalta Pajecki.

Tanto a Banda quanto qualquer outro tipo de cirurgia bariátrica só é recomendada como opção de tratamento da obesidade quando o Índice de Massa Corpórea (IMC) for maior que 40 ou estiver entre 35 e 40, mas associado a complicações associadas à obesidade. Para pacientes adolescentes, a cirurgia só pode ser feita a partir dos 16 anos, após todas as alternativas não cirúrgicas terem falhado.

PUBLICIDADE

O que é a Banda Gástrica?

A Banda Gástrica é um dispositivo colocado na parte superior do estômago e pode reduzir para até um décimo sua capacidade. Com isso, o paciente tem uma sensação de saciedade com uma quantidade muito menor de comida. Ela é feita de silicone e tem o formato de um anel inflável (não confundir com o anel gástrico, cuja colocação envolve corte e grampeamento do estômago). Após a colocação, que é feita por videolaparoscopia, a Banda pode ser inflada e desinflada ao longo do tempo, de acordo as necessidades de cada paciente.

A técnica foi aprovada pelo FDA (Food and Drug Administration) em junho de 2001, como a opção menos invasiva e que apresenta menores lesões ao corpo entre todos os tipos de cirurgia bariátrica. Esse procedimento já foi realizado em mais de 300 mil pessoas ao redor do mundo. Representa 30% das cirurgias de estômago nos Estados Unidos e chega a 90% na Austrália. Ao redor do mundo, a Banda Gástrica é a opção mais indicada para adolescentes com obesidade mórbida.

PUBLICIDADE





Gostou desse artigo? Então você pode recomendá-lo com o Google +1:


Artigos relacionados:
Obesos e Cirurgia de Redução de Estômago
Abdominoplastia - Dermolipectomia abdominal
Lipoaspiração para emagrecer?
Obesidade mórbida
Cirurgia plástica estética - Tipos de cirurgias estéticas
Redução de intestino
Gastroplastia
Cirurgia de redução estômago contra a obesidade - Bariátrica
Perder peso para toda a vida
Índice de Massa Corporal - IMC - Peso Saudável e ideal
Obesidade
Lipoaspiração - Riscos e complicações
Lipoaspiração - O que esperar antes e depois da cirurgia
Lipoaspiração - O que é, preços, alternativas
Lipoescultura e Lipoaspiração
Vacina contra obesidade
Lipo
Espera mais longa para gravidez em casais obesos
Prevenção da obesidade
Lipo Light ou Mini Lipo
Tratamento da bulimia e anorexia - Perguntas e respostas
Compulsão alimentar na bulimia nervosa
Ortorexia nervosa
Compulsão alimentar
Transtornos alimentares
Alimentação das modelos
Transtorno Dismórfico Corporal - Anorexia, Drunkorexia, Bulimia, Vigorexia
Anorexia Alcoólica ou Drunkorexia
Anorexia e bulimia - Perguntas e respostas
Inibidores de apetite - Perigosa influência sobre o comportamento
Gordura abdominal masculina e feminina - Causas, tratamento, como perder, tratamento e dieta
Tipos de obesidade
Cálculo biliar, alimentação e obesidade
Conseqüências da obesidade
Balão Intragástrico
Torsoplastia - Cirúrgica plástica para ex-obesos
Cirurgia bariátrica - Tratamento para obesidade
Cirurgia bariátrica - Prós e contras da redução de estômago
Obesidade não da lucro nas empresas
Obesidade na sociedade e empresas
Obesidade na adolescência
Dieta para manter o peso
Dieta para perder kg
Tabela de peso ideal pelo IMC
IMC para crianças e adolescentes
Clenbuterol
Metformina - Emagrece? Uso para diabetes e SOP

Remédios para emagrecer:
Efedrina
Moderadores de apetite - Anorexígenos
Redufim Quitosana
Tak 500
Cetilistat - O que é, x Orlistat
Xenical - Orlistat
Sibutramina
Rimonabanto - Acomplia
Fentermina - Supressor de apetite
Femproporex
Dietilpropiona - Anfepramona
Sibutramina - Efeitos colaterais, bula e dosagem
Mazindol
Anorexígenos ou anoréxicos - Lista, medicamentos, naturais
Fórmulas para emagrecer
Fucus vesiculosus
Desobesi-M
Cassiolamina
Dualid S
Plenty - Cloridrato monohidratado de sibutramina
Advantra Z - Sinefrina e Laranja-amarga (Citrus aurantium)
Remédios para emagrecer aprovados
Vazy ®
Faseolamina

Use a busca abaixo para encontrar o que deseja em mais de 5 mil páginas sobre esporte, saúde e bem-estar:

Créditos:
Fonte: Burson Marsteller
Jornalista Responsável: Renata Salles
Tel: ( 11 ) 3094 2249
Fax: ( 11 ) 3094 2240
Email: marcia_anaia@bm.com