Adoçantes podem fazer mal à saúde

Uso de adoçantes

Fala sério! Quem nunca ouviu um gordinho dizer que não come nada? Até onde vai meu conhecimento quem não come nada morre de inanição como de vez em quando acontece com algumas modelos. Elas sim. Muitas não comem nada mesmo, ficam em pele e osso e ainda acham bonito isso. E quem nunca ouviu um gordinho dizer que só usa adoçante para não engordar?

A maioria das pesquisas feitas com essa relação adoçante e obesidade aponta que 19% usa para perder peso, 42% para não ganhar, 6% por ser diabéticos e pouco mais de 30% não faz uso. O que é mais grave. Do primeiro e segundo grupos menos de um terço usa adoçante com recomendação médica ou de um nutricionista.

PUBLICIDADE

Quem já ouviu em tom de brincadeira alguém dizer que adoçante engorda porque a gente só vê gordinho usando? Pois bem. Não é mais brincadeira. Os adoçantes engordam mais que o próprio açúcar e tem trabalhos sérios que provam isso concluídos agora em 2013. Swithers e colaboradores com base em outro pesquisador, Yang, 2010 concluiu que adoçantes dietéticos induz ganho de peso mesmo reduzindo a saciedade. Feijó e colaboradores 2013 concluiu em seus trabalhos que com o mesmo consumo calórico o aspartame ou a sacarina sódica pode induzir um ganho de peso maior do que o próprio açúcar.

O mecanismo de ação é simples de entender. Quem defende os adoçantes se apressa em dizer que por não possuírem calorias não engordam relacionando calorias ao acúmulo de gordura. Não é bem assim. Jeppesem 2000 entre outros estudiosos que o sucederam já comprovava que mesmo não possuindo valor energético os adoçantes, por conta do sabor doce induzem a liberação de insulina e não tendo açúcar para metabolizar promovem a liberação de hormônios intestinais e a gordura do fígado. Segundo outros estudiosos os males não param por aí. A maior alteração ocorre na flora intestinal reduzindo a população de bactérias benéficas e aumentando as patogênicas. Além disso, outras substâncias intestinais (muco) apresentam alteração prejudicando o processo final digestivo podendo levar á várias doenças inclusive o câncer.

PUBLICIDADE

Além desses males há indícios de que qualquer das substâncias usadas nos adoçantes pode provocar diversas reações nocivas em muitos dos sistemas do organismo até mesmo a estévia que se apresenta a menos prejudicial ao corpo humano embora os estudos mais importantes tenham sido feitos em animais de laboratório.

Diante disso mais uma vez vale lembrar que de nada adianta ficar tentando se enganar com o uso de adoçante achando que vai parar de engordar e muito menos pensar que alguém possa emagrecer só com adoçante. Sem exercício físico e dieta profissionalmente orientada ninguém emagrece como num passe de mágica. Gordinhos que não usam adoçantes talvez tenham mais saúde do quem usa. Milagre só Deus! Assim mesmo é preciso cada um fazer a sua parte e acreditar.

Sobre os efeitos nocivos dos adoçantes acessem um artigo acadêmico que traz inclusive muitas referências em: http://www.gease.pro.br/artigo_visualizar.php?id=238 

Barriga negativa

Era só o que faltava. Há pouco tempo ficou famosa na Internet a foto da barriga negativa da também famosa modelo sul-africana Candice Swanepoel e imediatamente não faltaram as perguntas. Com dieta e muito exercício físico é possível conseguir uma barriga assim? Para começar gostaria de saber qual a vantagem da barrida negativa? A maioria dos homens, onde me incluo, não gosta de mulher “ossuda”. Tem que ter umas gordurinhas pra gente pegar que até certo ponto também é saudável e tem seu charme. Em segundo lugar como sempre tenho defendido a importância do abdome deveria ser dada à questão da saúde, não que a estética deva ser descartada. O narcisismo até certo ponto é saudável. O abdome definido está relacionado às funções vitais e o protuso a doenças.

Pelo sim pelo não

Sobre ao males dos adoçantes já falaram de tudo inclusive que pode causar danos neurológicos por conta do ácido aspártico, uma neurotoxina capaz de causar morte dos neurônios. Os estudos foram feitos com altas doses em ratos o que não comprova efeitos similares em seres humanos. O que de fato mata os neurônios é a preguiça de ler, pensar, estudar, se relacionar com as pessoas, fazer exercícios físicos, escrever e de fazer alguma coisa útil para a sociedade.

Saiba mais:
Adoçantes dietéticos
Açúcar para diabéticos
Abdome definido e saúde
Barriguinha lisinha e abdômen definido tanquinho
Dicas para perder barriga
Luta contra o Câncer - Alimentação e hábitos alimentares
Calorias - Quantidade vem em primeiro lugar
Trocar açúcar por adoçantes ajuda a emagrecer?
Como o açúcar afeta a sua saúde

Cartas para essa coluna:
Luiz Carlos de Moraes CREF/1 RJ 3529 - E-mail: lcmoraes@compuland.com.br

Para Refletir: O palhaço mesmo triste por dentro não abdica da missão de fazer as outras pessoas sorrirem. Não podemos abdicar do direito à vida que é muito curta e só tem valor se cumprirmos bem a nossa missão. (Moraes 2013).

Sobre a Ética: Só chega em primeiro lugar quem primeiro pensou em chegar e quem primeiro se preparou para chegar. (Moraes 2013).


PUBLICIDADE


Gostou desse artigo? Então você pode recomendá-lo com o Google +1:


Use a busca abaixo para encontrar o que deseja em mais de 5 mil páginas sobre esporte, saúde e bem-estar:

Créditos:
Texto copyright © 2013 por Luiz Carlos de Moraes CREF/1 RJ 003529
lcmoraes@petrobras.com.br | lcmoraes@compuland.com.br  
Leia mais artigos sobre esporte e saúde no site Notícias do Corpo